Topo
Blog Menu do Dia

Blog Menu do Dia

Categorias

Histórico

5 ideias de cafés da manhã para ir além do pão com manteiga

Luciana Mastrorosa

30/11/2017 08h00

Overnight oats de banana, chia, quinua, decorada com rodelas da fruta e raspinhas de chocolate. (foto: iStock)

Café da manhã é a minha refeição favorita do dia. Sabe gente que acorda com aquela fome e come até pizza do dia anterior? Sou dessas. Tanto que escrevi até um livro sobre o assunto, o Pingado e Pão na Chapa – Histórias e Receitas de Café da Manhã (editora Memória Visual), com um monte de receitas que adoro para essa primeira refeição. Mas vamos combinar que comer todo dia a mesma coisa enjoa, por isso variedade é fundamental.

Se você é do time que curte uma novidade no seu café da manhã, selecionei abaixo cinco ideias para sair da mesmice do pão com manteiga. Tem até sugestões veganas ou para quem está evitando os laticínios por algum motivo. Vem comigo:

1) Aposte na aveia e faça um overnight oats
Aveia é um cereal um pouco subestimado no café da manhã brasileiro, eu acho. É tão deliciosa, fica boa de tantas formas diferentes, é barata… Mesmo assim, muita gente torce o nariz, acha que é "natureba" demais comer aveia logo cedo. Mas tem algumas formas de preparar que são realmente muito boas para começar o dia cheio de energia. Adoro porridge (um mingau grosso e meio salgadinho, ótimo pro inverno) e mingau doce com canela e maçã picada. Mas o que mais gosto ultimamente é overnight oats, já ouviu falar? Mais simples, impossível: consiste em colocar num pote de vidro ou tigelinha uma porção de aveia (prefiro a de flocos grossos, mas pode ser qualquer uma), acrescentar leite até cobrir (pode ser de vaca ou qualquer leite vegetal, eu amo o de amêndoas caseiro), temperar com alguma especiaria em pó (canela e cardamomo ficam excelentes) e finalizar com alguma semente, se você gostar: chia e linhaça são ótimas, porque dão uma consistência gelatinosa. Aí é só mexer, tampar e deixar na geladeira. No dia seguinte, essa mistura estará durinha como um pudim natural e você pode servir com frutas frescas picadas na hora, frutas secas, castanhas, uvas passas, lascas de coco, raspas de chocolate ou o que mais preferir. Eu aprecio o sabor mais natural da aveia, então adoço apenas com um fio de mel ou melaço de cana, mas você pode adoçar como quiser. Fica muito, muito bom. Pode usar iogurte também no lugar do leite.

2) Pão com manteiga de… abacate, amendoim, castanhas
Aquele pão francês bem fresco e crocante, quentinho, com manteiga derretendo é realmente irresistível. Mas outros tipos de "manteigas" também são incríveis no pãozinho e o melhor: há inúmeras opções totalmente vegetais, que agradam também ao público vegetariano ou vegano. As de castanhas são minhas favoritas, principalmente a de amendoim e a de amêndoas. Elas são caras, mas duram muito tempo. São muito nutritivas e ricas em gorduras, então só um pouquinho espalhado no pão ou na torrada já é maravilhoso! O tahine, tradicional pasta de gergelim da cozinha árabe, também fica delicioso no pão, especialmente com um fio de mel. Mas atenção: procure as manteigas e tahines feitos apenas das castanhas e sementes, sem nada de aditivos, gomas nem açúcar. É sempre mais gostoso o produto puro, que você pode incrementar com o que quiser. Manteiga de coco também é saborosa, mas no dia a dia pode ser um pouquinho enjoativa. E uma opção para quem não tem medo de comer abacate salgado é espalhar um pouquinho no pão, como manteiga mesmo, e temperar com um fio de azeite, pimenta-do-reino, flocos de sal de boa qualidade e ervas frescas. Eu prefiro usar o abacate pequenino e de casca escura, mais denso. É um café da manhã bem diferente, mas muito nutritivo e delicioso – só não deixe de caprichar no pão, né? Aqueles pães integrais bem rústicos, levemente aquecidos, são ótimos com qualquer um desses acompanhamentos.

3) Lembre-se das comidas regionais: tapioca, cuscuz
Tapioca virou a queridinha do povo da academia, porque dá uma bela energia, queima rápido e é naturalmente isenta de glúten. Mas eu vou confessar: adoro tapioca simplesmente porque adoro mandioca, macaxeira e todos os seus derivados. A culinária regional brasileira é encantadora no quesito café da manhã, e que sorte a nossa ter tanta diversidade na nossa mesa, né? Por isso, não tenha medo de ousar: incremente a sua tapioca de todos os dias com sementes, recheio de queijo meia cura, ovo mexido, tahine com mel… Até leite condensado com coco fresco vale, é incrível com café passado na hora. E se você mesmo hidratar a sua goma, pode usar suco de beterraba, café frio, suco de manga e outros líquidos para trazer mais cor e sabor. E não vamos esquecer do cuscuz de milho, uma das delícias do café da manhã nordestino. Só cozinhar flocos de milho grossos na cuscuzeira, temperar com um pouquinho de sal e manteiga e ser feliz. Mais prático, impossível. Eu gosto sempre de comer com uma fatia de queijo junto, mas você pode comer com leite também.

4) Está com tempo? Faça panquecas!
Se você está acostumado a comer panqueca só no almoço, vença seu hábito e, numa manhã com tempo, digamos, no fim de semana, prepare panquecas americanas, daquelas menores, mais fofinhas e altas, para comer com mel e manteiga. Ou com ovos e bacon, como fazem os nossos amigos dos Estados Unidos. A receita é tão versátil… Já fiz panqueca com leite de vaca, com leites vegetais variados, com ovo, sem ovo, com amido de milho, aveia, farinha integral… A receita que mais gosto e está no meu livro é a minha base de sempre: leva 1 xícara e 1/4 de farinha de trigo, 1 colher (chá) de fermento químico para bolo, 1 colher (sopa) de manteiga derretida ou óleo de coco, 2 colheres (sopa) de açúcar, 250 ml de leite, 1 ovo e 1 pitada de sal. Eu gosto de adicionar também 1 colher (café) de extrato de baunilha. Só misturar os líquidos todos, bater bem, e acrescentar os secos, previamente misturados, aos pouquinhos, mesclando tudo muito bem. Deixe descansar 5 minutos e despeje uma concha pequena da massa em frigideira quente – untada levemente com manteiga ou óleo de coco. Vá fazendo as panquecas, uma por uma, dourando dos dois lados e empilhando-as numa tigela para ficarem quentinhas até a hora de servir.

5) Prefere os doces? Vá de bolos, muffins e broas
Por fim, uma mordida doce para quem não dispensa esse sabor no café da manhã: aposte nos bolos bem brasileiros e básicos, sem cobertura nem recheio, como o de limão, laranja, cenoura, coco, etc. Uma opção bacana é assar a massa em forminhas individuais e congelar. Assim, no dia seguinte, é só aquecer levemente e servir com geleia, manteiga, pastas de castanhas, etc. Os muffins, aqueles bolinhos individuais, maiores e de massa mais densa, também combinam bem com esse horário do dia. Para os muffins, sugiro sempre acrescentar alguma coisa na massa, como gotas de chocolate, raspas de limão, uvas passas… Dá para fazer salgado também, com queijo, tomate e manjericão, por exemplo. São bem gostosos e, assim como os bolos, também podem ser congelados tranquilamente. E, por fim, sugiro as broas de milho, tão nossas, que andam meio esquecidas entre tantos pães chiques de fermentação natural, baguetes e croissants afrancesados. Uma boa broinha de milho, daquelas bem esfarelentas, com um naco de queijo meia cura e uma xícara de café bem quente, logo cedo, levanta qualquer um. Né não?

Ah, não esqueça de me seguir nas redes sociais e contar do que você mais gosta no café da manhã! 🙂

Sobre a Autora

Luciana Mastrorosa é apaixonada por escrever, cozinhar e comer. Jornalista especializada em gastronomia e pesquisadora da área de alimentação, passou pelos principais veículos do país. Formada no Le Cordon Bleu Paris e Université de Reims Champagne-Ardenne, atualmente cursa o Mestrado em Nutrição Humana Aplicada, na Universidade de São Paulo. É autora do livro Pingado e Pão na Chapa - Histórias e Receitas de Café da Manhã (editora Memória Visual) e do e-book "Natal Feliz - 30 Receitas Incríveis para a Sua Ceia".

Sobre o Blog

Menu do Dia é o blog de culinária, receitas, gastronomia e nutrição, da jornalista e pesquisadora Luciana Mastrorosa. Aqui, você vai encontrar notícias, reflexões, receitas, degustações e muito mais sobre uma das melhores coisas da vida: comer.