Topo
Blog Menu do Dia

Blog Menu do Dia

Categorias

Histórico

Conhece o maxixe? Aposte neste vegetal rico em zinco em antioxidantes

Luciana Mastrorosa

2024-01-20T19:04:00

24/01/2019 04h00

O maxixe é um legume verde-claro, de formato arredondado e coberto por espículos, pontinhas que lembram espinhos, mas não machucam. Mais consumido nas regiões Norte e Nordeste, a hortaliça foi introduzida no Brasil com a chegada dos escravos africanos e acabou se adaptando muito bem ao país, fazendo parte hoje da nossa cultura alimentar.

Da família das Cucurbitáceas – a mesma do melão e do pepino –, o maxixe, também conhecido como pepino-de-índio, é rico em benefícios para a saúde, além de ser barato. A melhor época para consumi-lo é nos meses quentes, por isso aproveite a safra.

Em termos nutricionais, o legume é rico em zinco, um mineral fundamental para o bom funcionamento dos tecidos do corpo;  antioxidantes, que atuam no combate aos radicais livres, evitando inflamação do organismo; potássio – ótimo para os hipertensos e os praticantes de atividades físicas; cálcio, que fortalece os ossos, e magnésio, que auxilia o funcionamento adequado de nervos e músculos, e é pobre em calorias, o que o torna um alimento interessante para quem segue dietas de restrição calórica.

Contém também vitaminas C e do complexo B, que atuam como antioxidantes e ajudam o metabolismo a funcionar adequadamente. Por conta dessas características, a hortaliça ajuda a manter o sistema imunológico em dia e pode ajudar a combater problemas na próstata, além de auxiliar na diminuição de depósitos de colesterol, auxilia na cicatrização de ferimentos e tem ação emoliente, anti-helmíntica (combate os vermes), e anti-hemorroidal, ou seja, é benéfica para quem sofre de problemas com hemorróidas.

Ele também fornece proteínas, um teor baixo de carboidratos, e contêm muitas fibras, ajudando o funcionamento do intestino e também a manter a sensação de saciedade por mais tempo.

Como usar na cozinha
O maxixe pode apresentar diferenças em relação ao formato e também à presença maior ou menor de espículos. Pode ser consumido cru ou cozido, nas famosas "maxixadas", um ensopado com diversos legumes e carnes. Fica uma delícia!

A forma mais simples de aproveitar seus benefícios é consumi-lo cru, em saladas, misturado a tomates, pepinos, folhas e outros ingredientes. Seu sabor lembra o do pepino, porém um pouco mais amargo. Outra forma de preparo, para quem gosta, é no suco vede, batendo-o em pedaços com frutas, ervas frescas, couve e gotas de limão.

Na hora de preparar, raspe os espículos da casca, deixando-a lisa, e corte normalmente, como se fosse um pepino. O maxixe tem sementinhas internas que lembram muito em aparência e sabor as do pepino. Você pode usá-lo também no tradicional vinagrete servido no churrasco, bem temperado com cebola, tomate, suco de limão ou vinagre de boa qualidade, azeite de oliva extravirgem, sal e pimenta-do-reino moída na hora – a pimenta ainda ajuda a absorver melhor os nutrientes no organismo.

Você conhece maxixe? Gosta de usá-lo na cozinha? Conte para mim como você o prepara. Estou no Facebook e também no Instagram.

Sobre a Autora

Luciana Mastrorosa é apaixonada por escrever, cozinhar e comer. Jornalista especializada em gastronomia e pesquisadora da área de alimentação, passou pelos principais veículos do país. Formada no Le Cordon Bleu Paris e Université de Reims Champagne-Ardenne, atualmente cursa o Mestrado em Nutrição Humana Aplicada, na Universidade de São Paulo. É autora do livro Pingado e Pão na Chapa - Histórias e Receitas de Café da Manhã (editora Memória Visual) e do e-book "Natal Feliz - 30 Receitas Incríveis para a Sua Ceia".

Sobre o Blog

Menu do Dia é o blog de culinária, receitas, gastronomia e nutrição, da jornalista e pesquisadora Luciana Mastrorosa. Aqui, você vai encontrar notícias, reflexões, receitas, degustações e muito mais sobre uma das melhores coisas da vida: comer.