Topo
Blog Menu do Dia

Blog Menu do Dia

Categorias

Histórico

Alfarroba substitui o chocolate com menos gorduras e mais fibras

Luciana Mastrorosa

02/02/2019 04h00

Crédito: iStock

Quem segue uma alimentação mais natural já deve ter ouvido falar na alfarroba. As vagens da árvore de alfarrobeira, usadas há milênios pelos povos do Mediterrâneo, dão origem a um pó com aroma e sabor semelhantes aos do cacau, porém com um perfil nutricional diferente e muito vantajoso.

A principal vantagem é que a alfarroba não contém estimulantes, como cafeína e teobromina, por isso pode substituir o cacau em diversos preparos (tabletes, inclusive) e consumidos sem problema por quem tem alguma alergia a esses componentes ou enxaqueca provocada por cafeína. Além disso, a alfarroba tem um teor de gorduras muito menor do que o do cacau, e é naturalmente rica em açúcares naturais. O cacau tem, por exemplo, um percentual de gordura de 23%, enquanto a alfarroba tem 0,7%. No fim das contas, em termos calóricos, a diferença não é muito grande, pois o cacau não tem muito açúcar, apenas 5%, mas a alfarroba pode ter até 45% de sacarose, glicose e frutose. Mesmo assim, como é um produto naturalmente doce, se usar o pó da alfarroba no preparo de doces, dá para diminuir bem a quantidade de açúcar adicionado, tornando o preparo adocicado e com menos calorias (dependendo, claro, dos ingredientes utilizados).

Outro benefício é que a alfarroba é rica em fibras e polifenóis, contribuindo tanto para a saúde intestinal quanto para o controle do colesterol. Os polifenóis (o teor da alfarroba chega a ser comparado ao do azeite e do vinho) agem como potentes antioxidantes, atuando no combate e prevenção de doenças crônicas, como a hipertensão e o diabetes. Por sua atividade antioxidante, também são vantajosos na prevenção do câncer. A alfarroba também tem baixo índice glicêmico, apesar de ter uma boa quantidade de açúcares, ajudando a manter a glicemia em dia.

A polpa extraída das vagens também oferece um bom teor de proteínas, minerais e vitaminas, como o cálcio e fósforo, fundamentais para a saúde dos ossos e dentes; ferro, vital para a produção sanguínea; e vitaminas do complexo B, que auxiliam no metabolismo das gorduras e favorecem o metabolismo.

E é um alimento naturalmente sem glúten e sem lactose, ou seja, pode ser consumido por pessoas que têm restrição a esses componentes.

Como consumir e usar

Em termos culinários, a alfarroba em pó apresenta resultados muito semelhantes ao do cacau em pó no preparo de bolos, doces e até brigadeiro. A única diferença é que é menos amarga e mais doce, por isso é importante diminuir a quantidade de açúcar adicionado na receita. No mercado, é possível encontrar diversos confeitos e guloseimas à base de alfarroba, que podem ser um substituto interessante para os tabletes de chocolate mais comuns, normalmente pobres em manteiga de cacau e exagerados no teor de outras gorduras (às vezes até hidrogenadas) e açúcar, além de corantes e conservantes. Também é possível encontrar a alfarroba em pó, um excelente ingrediente para variar suas sobremesas, bolos, pães e doces e vitaminas. Use na mesma quantidade do cacau em pó e experimente o sabor muito similar desses dois produtos, porém com as fibras, o menor teor de gordura e a ausência de estimulantes da alfarroba.

Você já provou alfarroba? Gosta do sabor? Conte para mim sua opinião! Estou no Facebook e também no Instagram.

Sobre a Autora

Luciana Mastrorosa é apaixonada por escrever, cozinhar e comer. Jornalista especializada em gastronomia e pesquisadora da área de alimentação, passou pelos principais veículos do país. Formada no Le Cordon Bleu Paris e Université de Reims Champagne-Ardenne, atualmente cursa o Mestrado em Nutrição Humana Aplicada, na Universidade de São Paulo. É autora do livro Pingado e Pão na Chapa - Histórias e Receitas de Café da Manhã (editora Memória Visual) e do e-book "Natal Feliz - 30 Receitas Incríveis para a Sua Ceia".

Sobre o Blog

Menu do Dia é o blog de culinária, receitas, gastronomia e nutrição, da jornalista e pesquisadora Luciana Mastrorosa. Aqui, você vai encontrar notícias, reflexões, receitas, degustações e muito mais sobre uma das melhores coisas da vida: comer.