Topo
Blog Menu do Dia

Blog Menu do Dia

Categorias

Histórico

Cítricos são ricos em vitamina C, fibra e antioxidantes, veja as variedades

Luciana Mastrorosa

2028-03-20T19:04:00

28/03/2019 04h00

Crédito: iStock

Na feira e nos supermercados nunca faltam duas frutas cítricas: laranja e limão. Pode ser época ou não, os preços até variam, mas é fato que esses alimentos estão sempre presentes na mesa dos brasileiros. Porém, há uma variedade grande de cítricos que também podem e devem ser incorporados na alimentação. Fontes de vitamina C e com uma boa quantidade de fibras, essas frutas são excelentes para manter a saúde em dia, porque a vitamina C atua como antioxidante, preservando as mucosas e ajudando a manter o sistema imunológico em dia, e as fibras favorecem os intestinos, ajudam na digestão e ainda trazem uma sensação de saciedade, auxiliando nas dietas para perder peso. Mas, nesse caso, vale comer a fruta inteira, e não apenas espremer o suco, principalmente no caso das laranjas, limas e mexericas.

Além disso, os cítricos ainda fornecem minerais como cálcio e fósforo, fundamentais para a manutenção da estrutura de ossos e dentes, além de participar de outros processos metabólicos, e uma quantidade grande de potássio, que favorece os hipertensos e os praticantes de atividades físicas, evitando câimbras. Também possuem carotenoides, que ajudam na saúde da visão e agem como antioxidantes, atuando na prevenção de doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes, e também agindo com proteção anti-câncer.

As frutas cítricas também apresentam outros compostos favoráveis à saúde, como os terpenos e ácido hidroxicinâmico. Essas substâncias atuam na prevenção de diversas doenças, inclusive o câncer. Os limonóides presentes nessas frutas agem ainda diminuindo a toxicidade de substâncias mutagênicas, por isso consumir laranjas, limão e outros cítricos com regularidade ajuda a prevenir contra agentes carcinogênicos. As frutas cítricas são ainda fontes de ácido fenólico e flavonoides, que exercem atividades antioxidantes e, assim, também protegem contra o câncer e o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Variedades e uso de laranjas e limões

Como falei mais acima, estamos muito acostumados a usar só uma variedade de laranja, geralmente a pera ou a lima, e o limão tahiti, aquele da casca bem verde e bastante ácido. Porém, há uma grande variedade de cítricos à disposição que podem ser usados de diversas formas, além do consumo in natura, que é o mais recomendado para obter um aporte maior de vitamina C, que oxida facilmente em contato com o ar. É por isso que, quando fazemos um suco natural de limão, laranja ou tangerina, por exemplo, o recomendável é que seja espremido e tomado na hora. Da mesma forma, se usar como tempero de salada ou para consumo da fruta fresca, o melhor é abrir apenas no momento de consumir ou usar para temperar, para preservar ao máximo a vitamina C.

Dentre as laranjas, há muitos tipos diferentes. A do tipo pera é mais ácida e é a que usamos comumente para sucos e molhos. A laranja lima é bastante indicada para crianças, pois é bem doce e contém pouca acidez, tendo, assim, um sabor mais agradável para os pequenos (mas eles devem ser estimulados desde cedo a provar outras variedades também, para ampliar o paladar e aprender a comer de tudo). A laranja-baía, maior no tamanho, de casca bem alaranjada e firme e também de sabor doce e ligeiramente ácido, é mais usada para drinques alcoólicos. Sua casca é tão saborosa e perfumada que pode ser desidratada no forno muito baixo e usada para preparar chás e infusões, pura ou misturada a erva-mate, chá verde, chá preto, hortelã e outras ervas. Ou, ainda, cortada em tirinhas, fervidas várias vezes e caramelizadas em açúcar, para fazer um docinho que acompanha bem o café. A casca da laranja-baía também pode ser ralada e usada como tempero para bolos, pães e outros preparos.

Dentre os limões, além do tahiti, que pode ser usado para tudo, desde marinadas para carnes e aves, até como tempero de salada, sucos, vitaminas, sorvetes e mousses, há também outros tipos. O limão siciliano é um dos queridinhos dos chefs de cozinha, pois é mais perfumado e tem uma acidez delicada. Além disso, sua casca pode ser ralada para trazer aroma e sabor a bolos, biscoitos, farofas doces e salgadas. A casca do tahiti também pode ser usada para isso também e uma mistura dos dois é interessante para aromatizar receitas diversas, ou simplesmente colocar em um pouco de açúcar, para fazer um tempero perfumado para suas receitas doces.

Grapefruit e lima da pérsia

Duas frutas cítricas bem diferentes e menos usadas por aqui são o grapefruit e a lima da pérsia. O primeiro tem um tamanho bem maior que o de uma laranja comum e a polpa é rosada. A diferença dessa fruta para as laranjas é seu sabor ligeiramente amargo. Eu adoro suco de grapefruit fresco, principalmente no café da manhã, mas por ser bem ácido e ter esse amargor presente, algumas vezes misturo um pouco de água e adoço com mel para deixá-lo mais saboroso. É ótimo para usar no tempero de saladas, como o vinagrete com azeite, sal e pimenta, ou ainda para marinar carnes.

A lima da pérsia também tem um sabor ligeiramente amargo. De casca amarelo-claro e polpa quase branca, é uma fruta ótima para comer pura, ajuda muito na digestão. Perfumada, é bem doce e tem menos acidez que uma laranja, então é bastante agradável de colocar em saladas de frutas ou na composição de drinques e sucos naturais. A época da lima começa em abril, então é o momento oportuno para experimentar essa fruta e variar a sua dieta.

Mexericas e tangerinas

Essas frutas cítricas, diferentemente das laranjas e limões, são mais difíceis de encontrar fora de época. Em geral, elas estão no auge a partir de maio, quando se encontram diversas variedades com ponkan, de casca mais grossa e fácil de tirar com as mãos, e gomos bem carnudos, ou a cravo e a murcot ou morgote, de cascas mais finas, mas que rendem excelentes sucos. O bom das mexericas e tangerinas é que, em geral, as cascas são bem soltas e fáceis de tirar sem o auxílio de faca, que faz delas um excelente lanche para as crianças. Além disso, é divertido ir comendo os gominhos, não faz tanta bagunça quanto abrir uma laranja, o que é ótimo para os pequenos. Vale aproveitar algumas das variedades para fazer sucos, drinques, sorvetes, picolés, mousses e também usar em caldos e marinadas para aves e carnes. Seu sabor adocicado combina bem com carne de porco e de frango.

Você costuma variar nas frutas cítricas? Qual é a sua favorita? Conte para mim! Estou no Facebook e também no Instagram.

Sobre a Autora

Luciana Mastrorosa é apaixonada por escrever, cozinhar e comer. Jornalista especializada em gastronomia e pesquisadora da área de alimentação, passou pelos principais veículos do país. Formada no Le Cordon Bleu Paris e Université de Reims Champagne-Ardenne, atualmente cursa o Mestrado em Nutrição Humana Aplicada, na Universidade de São Paulo. É autora do livro Pingado e Pão na Chapa - Histórias e Receitas de Café da Manhã (editora Memória Visual) e do e-book "Natal Feliz - 30 Receitas Incríveis para a Sua Ceia".

Sobre o Blog

Menu do Dia é o blog de culinária, receitas, gastronomia e nutrição, da jornalista e pesquisadora Luciana Mastrorosa. Aqui, você vai encontrar notícias, reflexões, receitas, degustações e muito mais sobre uma das melhores coisas da vida: comer.