Topo
Blog Menu do Dia

Blog Menu do Dia

Categorias

Histórico

Alho-poró é rico em prebióticos e substâncias cardioprotetoras

Luciana Mastrorosa

11/06/2019 04h00

Crédito: iStock

O alho-poró é uma hortaliça muito usada como tempero. Visualmente, parece uma cebolinha verde, maior e mais parruda. E, de fato, esse alimento pertence à mesma família da cebola, do alho e da cebolinha, dividindo com seus primos algumas substâncias que favorecem a saúde.

Possui em sua composição o enxofre, que exerce efeito cardioprotetor. Assim como o alho, também oferece alicina, entre outros compostos, que podem reduzir as taxas de colesterol do sangue, além de proteger contra lesões e exercer função antitrombótica – ou seja, favorece a circulação. O alho-poró ajuda ainda a reduzir a pressão arterial, ajudando os hipertensos.

Também é rico em prebióticos, como fruto-oligossacarídeos e inulina. Quando consumidos, esses compostos não são digeridos e, por isso, podem ser considerados uma forma de fibra solúvel. Por conta disso, no intestino, podem formar uma barreira contra micro-organismos patogênicos e, dessa forma, ajudar a proteger o organismo contra diarreias. Eles ainda contribuem para melhorar a absorção de determinados nutrientes, como por exemplo o cálcio (fundamental para a saúde de ossos e dentes) e a melhorar o funcionamento gastrointestinal.

Pobre em calorias, o alho-poró é excelente para quem está em dietas de emagrecimento, pois as fibras presentes nele também ajudam a dar uma maior sensação de saciedade. Dentre os nutrientes presentes nessa hortaliça, destacam-se minerais como cálcio, magnésio, potássio e fósforo, além de vitamina C e carotenoides. Essas duas vitaminas agem como antioxidantes, exercendo, entre outras funções metabólicas, a função de proteger o organismo da inflamação e do envelhecimento precoce, inclusive de pele, cabelos e olhos.

Como cozinhar alho-poró

Como disse mais acima, o alho-poró é muito usado como tempero ou como base para sopas, caldos e refogados. Possui folhas verdes mais duras, que ficam excelentes para o preparo de caldos e fundos caseiros, e um talo tenro que vai do branco ao verde-claro. Essa parte fica uma delícia para usar como ingrediente em si. O alho-poró assado com manteiga ou azeite e um pouco de vinho branco, além de sal e pimenta-do-reino, fica uma delícia como acompanhamento. Você pode também cortar o talo e as folhas mais macias em rodelas e refogar com outros legumes para uma guarnição excelente para carnes, aves e peixes.

Quando assar filés de pescados em papillote (envelopes de alumínio ou papel-manteiga), adicione fatias de alho-poró para aromatizar. Depois de cozido, o talo do alho-poró fica macio e adocicado, diminuindo uma certa picância que ele tem quando está cru.

Também fica ótimo para misturar ao seu tempero artesanal, batido no liquidificador, processador ou mixer com alho, cebola, azeite, sal e pimenta ou outras especiarias e ervas secas e frescas. Esse tempero dura cerca de uma semana na geladeira e pode ser congelado também para uso posterior.

Atente-se apenas à higiene: o alho-poró precisa ser muito bem lavado, pois pode esconder terra e sujeirinhas entre as folhas. Costumo fazer um corte ligeiro, com uma faca afiada, na base do alho-poró e lavá-lo muito bem em água corrente antes de cortá-lo para usar nas receitas. Mesmo assim, observe depois de picado, pois pode restar alguma sujidade. Se tiver à sua disposição alhos-porós finos e menores, dê um talho no sentido do comprimento e lave muito bem antes de usar.

O alho-poró também tem um leve efeito diurético, ajudando o organismo a eliminar as toxinas. Por isso, gosto bastante de usá-lo em receitas de sopas, como a de batatas com alho-poró, que é leve, fácil de fazer, congela bem e ainda ajuda a desinchar nos dias em que precisamos dar um tempo para o sistema digestório, como depois de festas e comilanças. Para fazê-la, basta refogar cebola e alho na sua gordura ou óleo favoritos (gosto de manteiga ou azeite) e adicionar batatas e alho-poró picados. Cubra com água, tempere com sal e pimenta-do-reino moída na hora (ela ajuda na absorção de outros nutrientes), adicione louro e outras ervas secas ou frescas de sua preferência e cozinhe até os ingredientes ficarem macios. Retire a folha de louro, corrija os temperos e sirva dessa forma, como uma sopa pedaçuda, ou bata no liquidificador para obter um creme liso e aveludado. Finalize com ervas frescas, como salsinha picada e, se quiser um resultado mais amanteigado, use um pouco de creme de leite na finalização. Essa sopa é uma delícia e cai bem nos dias mais frios, até como uma entrada servida em canequinhas ou pequenas sopeiras.

Você gosta de alho-poró? Usa essa hortaliça como tempero ou também como ingrediente principal? Conte para mim! Estou no Facebook e também no Instagram.

Sobre a Autora

Luciana Mastrorosa é apaixonada por escrever, cozinhar e comer. Jornalista especializada em gastronomia e pesquisadora da área de alimentação, passou pelos principais veículos do país. Formada no Le Cordon Bleu Paris e Université de Reims Champagne-Ardenne, atualmente cursa o Mestrado em Nutrição Humana Aplicada, na Universidade de São Paulo. É autora do livro Pingado e Pão na Chapa - Histórias e Receitas de Café da Manhã (editora Memória Visual) e do e-book "Natal Feliz - 30 Receitas Incríveis para a Sua Ceia".

Sobre o Blog

Menu do Dia é o blog de culinária, receitas, gastronomia e nutrição, da jornalista e pesquisadora Luciana Mastrorosa. Aqui, você vai encontrar notícias, reflexões, receitas, degustações e muito mais sobre uma das melhores coisas da vida: comer.