PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

É tempo de lichia, rica em vitamina C e pouco calórica, aproveite

Luciana Mastrorosa

14/12/2019 04h00

Crédito: iStock

A lichia, com sua casca vermelha rugosa e sua polpa branca e suculenta, que envolve um caroço alongado, é uma das frutas que se tornou símbolo do Natal por aqui. Não por acaso, está em plena safra neste mês de dezembro, quando pode ser encontrada no auge de sua doçura e a preços melhores.

É uma fruta pouco calórica (tem apenas 66 calorias em 100 gramas), mas rica em água, fibras, vitaminas e minerais. Por isso, cai tão bem nos dias de calor, especialmente se for mantida em geladeira, é bastante refrescante. Dentre os nutrientes presentes na lichia, destaca-se o teor elevado de vitamina C, que age como antioxidante e anti-inflamatório, ajudando a fortalecer o sistema imunológico, combatendo o envelhecimento precoce e prevenindo doenças crônicas não transmissíveis, como a hipertensão e o diabetes.

A fruta oferece ainda muito potássio, mineral fundamental para a manutenção da saúde como um todo, e particularmente benéfico para quem tem hipertensão ou pratica atividades físicas e trabalhos extenuantes. Também fornece fósforo e um pouco de cálcio, que protegem ossos e dentes, e magnésio, que atua em diversos processos metabólicos fundamentais para manter o corpo funcionando.

A lichia tem ainda vitaminas do complexo B, como o ácido fólico, importante para mulheres que desejam engravidar (pois ajuda a formar o tubo neural do bebê), além de tiamina, riboflavina e niacina. A tiamina age no metabolismo de carboidratos, gorduras e proteínas, assim como riboflavina, que é essencial para o processamento dos carboidratos e aminoácidos. Já a niacina atua no metabolismo energético das células, além de auxiliar na reparação do DNA. Além disso, a lichia também oferece uma série de compostos fenólicos, como as antocianinas, que têm ação antioxidante e, portanto, atuam de maneira preventiva de uma série de doenças crônicas.

Há um tempo, surgiram notícias de que o consumo exagerado de lichia havia sido a causa de mortes de crianças na Índia. Mas apurou-se que uma série de fatores levaram ao óbito, não apenas o consumo da fruta. Ocorre que essas crianças viviam em situação de extrema pobreza, estavam desnutridas e o único alimento de que dispunham em quantidade eram a fruta. Dadas essas condições, um quadro de hipoglicemia foi desencadeado, causando danos cerebrais. Porém, um consumo moderado da fruta, em um contexto de alimentação equilibrada, para crianças e adultos saudáveis, não tem problema algum em ingerir a fruta, já que a lichia oferece uma série de nutrientes importantes (além de ser uma delícia).

Consumo e usos na cozinha

A melhor forma de aproveitar o sabor doce e o aroma floral da lichia é consumindo a fruta in natura. Como tem uma casca dura e rugosa, o interior macio e suculento da fruta fica protegido, então as lichias duram bastante tempo se conservadas sob refrigeração. São ótimas para consumir assim, bem geladinhas.

Mas as lichias também ficam excelente em calda ou processadas e transformadas em um purê delicado, que pode ser usado como base para preparar sorvetes, mousses, cremes e sobremesas em geral. Lichias batidas com água e gelo (ou até água de coco) viram um excelente suco, muito refrescante e naturalmente adocicado. Fica uma delícia também com limão.

Lichias em uma calda leve de açúcar (pode temperar com canela e cravo, fica ótimo) são muito gostosas para o preparo de drinques, sejam eles alcoólicos ou não. Misture algumas lichias em calda com gotas de suco de limão, água com gás e muito gelo para fazer um refresco delicioso para os dias de verão.

Em pratos salgados, a lichia também pode cair superbem. É o caso dos ceviches, preparados com peixes crus em fatias, cebola roxa, pimenta vermelha, coentro e suco de limão. O sabor adocicado ajuda a equilibrar os sabores e deixa tudo ainda mais refrescante. Para os aperitivos das festas de fim de ano, vale também rechear a fruta fresca, sem o caroço, com um creme de queijos. Vale ricota temperada com ervas frescas, gorgonzola amassado com um pouquinho de creme de leite, etc. Se gostar de um pouco de picância, acrescente pimenta dedo-de-moça picadinha, fica uma delícia!

Você gosta de lichia? Come apenas a fruta pura ou usa em receitas? Conte para mim! Estou no Instagram, me adicione por lá.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a Autora

Luciana Mastrorosa é apaixonada por escrever, cozinhar e comer. Jornalista especializada em gastronomia e pesquisadora da área de alimentação, passou pelos principais veículos do país. Formada no Le Cordon Bleu Paris e Université de Reims Champagne-Ardenne, atualmente cursa o Mestrado em Nutrição Humana Aplicada, na Universidade de São Paulo. É autora do livro Pingado e Pão na Chapa - Histórias e Receitas de Café da Manhã (editora Memória Visual) e do e-book "Natal Feliz - 30 Receitas Incríveis para a Sua Ceia".

Sobre o Blog

Menu do Dia é o blog de culinária, receitas, gastronomia e nutrição, da jornalista e pesquisadora Luciana Mastrorosa. Aqui, você vai encontrar notícias, reflexões, receitas, degustações e muito mais sobre uma das melhores coisas da vida: comer.

Blog Menu do Dia