Blog Menu do Dia

Categorias

Histórico

Tá quente aí? Faça pratos rápidos (e leves) para comer bem sem passar calor

Luciana Mastrorosa

18/01/2018 08h00

Peixe grelhado ou na chapa é uma opção leve, fácil e muito saborosa para os dias de calor (foto: iStock)

Parece que o verão engrenou de vez por aqui, trazendo aquelas noites quentes maravilhosas e fazendo a gente ter vontade de só tomar suco e sorvete o dia inteiro. Fora a questão complicadíssima dos mosquitos (e aqui onde eu moro está uma guerra isso aí), o verão é uma estação linda, que merece ser aproveitada ao máximo. Definitivamente, não quero ficar perto do fogão por muito tempo, fazendo assados suntuosos ou assando pão. Agora, só penso em refeições leves, frescas e rápidas de fazer.

Selecionei algumas ideias de pratos que são uma delícia para esta época do ano! Já conversamos aqui sobre como montar uma salada deliciosa (até para quem não gosta de salada) e também como fazer geladinhos e sorvetes caseiros com ingredientes naturais. Para hoje, selecionei algumas ideias de pratos bem rápidos e leves para comer bem sem passar calor. Tudo, claro, usando o máximo possível de produtos da feira e do açougue, sem grandes processamentos. Olha só o que preparei para você:

Use o forno com sabedoria, principalmente para peixes
Sim, como já disse ali em cima, ninguém quer ficar horas monitorando um assado nos dias de calor, certo? Mas nada impede que o forno seja usado para preparos rápidos. No verão, eu adoro fazer filés de peixe assados. O preparo é mínimo: tempere os filés de peixe sem espinhos (pescada branca, saint-peter, linguado, bacalhau fresco, etc.) com sal e pimenta-do-reino, dos dois lados. Regue-os com azeite de oliva, acrescente alguma erva fresca ou seca de sua preferência (gosto de alecrim fresco, ervas de Provence, estragão), alguma especiaria (grãos de coentro ficam uma delícia) e finalize com um pouco de líquido. Como eu gosto de adicionar uma certa acidez, coloco um fio de vinagre de maçã de boa qualidade e espremo um limão. Se quiser, pode colocar também cebola fatiada. Cubra tudo com papel-alumínio e leve ao forno por 20 minutos, até o peixe mudar de cor, mas ainda continuar bem suculento. Esse tempero todo vai formar um caldinho irresistível! Sirva com legumes grelhados ou no vapor e um arroz bem cheiroso, como basmati ou jasmim. Ou até uma farofa deliciosa, por que não?

Aprenda a fazer papillotes
Outra forma ótima de preparar legumes, cogumelos, peixes e frutos do mar é em papillote. Basicamente, você dobra um pedaço grande de papel-manteiga ou alumínio e fecha as laterais, formando um envelope. Pincele o interior com azeite, óleo ou a gordura que preferir. Coloque então os ingredientes que quiser, tempere com um pouquinho de sal e pimenta, ramos de ervas (tomilho, salsa, salsão) e legumes fatiados bem fininho (cenoura, abobrinha, erva-doce). O segredo para um bom papillote é colocar sempre algum líquido, em pequena quantidade. Pode ser água, mas o ideal é que seja algo que dê sabor, como vinho branco, saquê, caldo de peixe, caldo de legumes, etc. Uma colher de sopa por papillote está de bom tamanho, pois o restante dos ingredientes vai soltar líquido também. Então, é só fechar bem o envelope e levar ao forno, um do lado do outro, de pé (dentro de uma forma), e assar por cerca de 20 minutos em temperatura média. Na hora de servir, é só abrir no prato e degustar. Dependendo do que tiver dentro do envelope, nem precisa de acompanhamento – umas fatias grossas de bom pão e um fio de azeite são suficientes.

Aposte nos grelhados e chapeados (até legume fica bom assim!)
Grelhados e chapeados são uma solução prática para o ano todo, mas no verão se tornam uma alternativa ainda melhor. Se tiver uma churrasqueira com grelha, melhor ainda. Em casa, eu prefiro usar uma chapa de ferro bem grossa, que vai sobre a chama do fogão mesmo. Adoro fazer legumes (abobrinha, cenoura, quiabo, berinjela) desse jeito, sem gordura nenhuma. Corto tudo em fatias finas e deixo na chapa de ferro ou numa frigideira de fundo grosso até ficarem chamuscados e ligeiramente macios, dos dois lados. Então, é só retirar, colocar tudo numa tigela e temperar. Meu tempero favorito: azeite, limão, sal e ervas frescas, principalmente hortelã e manjericão. Também fica ótimo com alho picadinho e ligeiramente dourado no azeite – você usa esse mesmo azeite, junto com o alho, e aí é só acrescentar os outros ingredientes que mencionei. Pode juntar também raspas de limão e flocos de pimenta calabresa.

Em relação às carnes, eu gosto muito de fazer bifes com pouca gordura, só temperados com alho, cebolinha verde, sal e um pouco de vinagre, e depois finalizá-los, já no prato, com manteiga de ervas. O mesmo vale para o filé de frango. A manteiga de ervas você faz misturando manteiga sem sal em temperatura ambiente com várias ervas picadas: manjericão, alecrim, hortelã, salsinha. Acrescente um pouco de suco de limão e uma pontinha de mostarda Dijon. Tempere com sal e pimenta-do-reino moída na hora e acrescente alho bem miudinho, se gostar. Misture tudo muito bem, enrole em filme plástico e leve ao congelador. Quando quiser usar, corte uma rodelinha e coloque na sua carne grelhada. O calor da carne já vai derretê-la, formando um molho irresistível. Isso fica gostoso até como molho de macarrão.

Ainda no quesito proteína animal, gosto também de preparar pedaços de salmão, com pele, na frigideira quente. Só deixar o peixe com a pele para baixo, em fogo alto. Tempere com gotas de shoyu, vinagre de boa qualidade, suco de limão, gengibre ralado, gotas de óleo de gergelim e pimenta em flocos. Quando a carne começar a mudar de cor, vire o filé do peixe para tostar um pouco do outro lado. Sirva com o molhinho que se formou na frigideira, mais cebolinha verde picada. E, se puder, acompanhe com saquê bem gelado. Divino!

Faça petiscos para um jantar ligeiro
Às vezes, a gente quer um pouco mais quem uma salada para o jantar (ou até para o almoço), mas não quer uma carne ou algo mais pesado. Nesses casos, minha sugestão é: faça petiscos bem leves e gostosos para acompanhar sua salada e seja feliz! Se tiver fatias de pão italiano em casa, toste-as ligeiramente no forno ou na frigideira, esfregue um pouquinho de alho de um lado das fatias e regue-as com bastante azeite bom, um pouco de pimenta-do-reino e sal (neste caso, eu acho a flor de sal mais agradável, pois sinto bem sua textura). Você pode comer essa base pura ou preparar bruschetta, cobrindo as fatias de pão com tomates picados e temperados com azeite, manjericão e sal; verduras amargas ligeiramente refogadas com alho e finalizadas com castanhas e nozes tostadas; fatias de presunto cru ou cozido com abobrinhas grelhadas; cogumelos salteados com um pouquinho de creme de leite e vinho branco; mozzarella de búfala em pedaços com manjericão fresco, tomate seco e azeite… Olha quanta coisa gostosa dá para fazer só com uma fatia de pão e poucos ingredientes.

Além disso, você pode fazer bolinhos assados com o que tiver na geladeira. Sobrou arroz? Misture com salsinha picada, cubinhos de queijo, alho e cebola refogadinhos, cenoura bem picada, um ovo para dar liga e, se precisar, um pouquinho de farinha. Faça bolinhas e leve ao forno até dourar (pode fritar em óleo quente também, se quiser). Sirva com molhinho de tahine (pasta de gergelim), azeite, um tiquinho de água e limão. Mandioca, batata-doce e inhame cozidos também rendem ótimos bolinhos. É só amassar bem, temperar com ervas frescas e secas, cebola e alho douradinhos, fazer bolinhas, empanar e assar ou fritar. Com uma salada e uma taça de vinho branco… Está feito o jantar.

Que achou dessas ideias? Me conta o que você costuma comer quando os dias estão muito quentes? Estou no Facebook e no Instagram também. Vou adorar saber sua opinião!

Sobre a Autora

Luciana Mastrorosa é apaixonada por escrever, cozinhar e comer. Jornalista especializada em gastronomia e pesquisadora da área de alimentação, passou pelos principais veículos do país. Formada no Le Cordon Bleu Paris e Université de Reims Champagne-Ardenne, atualmente cursa o Mestrado em Nutrição Humana Aplicada, na Universidade de São Paulo. É autora do livro Pingado e Pão na Chapa - Histórias e Receitas de Café da Manhã (editora Memória Visual) e do e-book "Natal Feliz - 30 Receitas Incríveis para a Sua Ceia".

Sobre o Blog

Menu do Dia é o blog de culinária, receitas, gastronomia e nutrição, da jornalista e pesquisadora Luciana Mastrorosa. Aqui, você vai encontrar notícias, reflexões, receitas, degustações e muito mais sobre uma das melhores coisas da vida: comer.

Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Blog Menu do dia
Topo