PUBLICIDADE

Topo

Gratinados aquecem e são nutritivos e versáteis, veja como variar

Luciana Mastrorosa

22/08/2020 04h00

Crédito: iStock

Com a frente fria que está baixando as temperaturas em diversas partes do país, a gente só consegue pensar em uma coisa: comidas quentinhas. Muita sopa, chás, café quente e, por que não, pratos gratinados!

Usando o forno, dá para preparar de tudo e deixar massas, legumes e carnes envolvidas em uma mistura de molho e coberturas crocantes, como queijos, pão tostado e moído, etc. Com a vantagem de deixar a casa inteira quentinha.

Deixo abaixo algumas ideias nutritivas e bem saborosas para preparar diversas receitas gratinadas. Vamos lá:

Legumes e verduras

Gratinar verduras e legumes é uma forma de garantir o aporte de fibras, vitaminas, mineirais e todos os benefícios desses alimentos sem abrir mão de comer comidas quentes. Algumas hortaliças ficam particularmente boas preparadas no forno com molhos cremosos, como brócolis e couve-flor. Pode usar só uma variedade ou fazer um mix dos floretes do brócolis e da couve-flor.

Coloque tudo cru numa assadeira, tempere com sal e pimenta e cubra com molho branco, que pode ser feito de leite ou de leite vegetal, engrossado com um pouco de manteiga e farinha. Se quiser, adicione queijos que derretem bem, como cubos de muçarela, para garantir um aporte maior de cálcio (e muito sabor).

Depois de cobrir com o molho, polvilhe a assadeira com parmesão ralado e leve ao forno por cerca de 25 minutos, até as verduras ficarem cozidas, mas ainda firmes, e a cobertura ficar dourada. Para adiantar o processo, pode dar uma ligeira aferventada nas verduras antes, e só depois finalizar no forno. Se quiser uma dose a mais de sabor e nutrientes, acrescente cebola fatiada, ligeiramente dourada no azeite, dentes de alho inteiros, com casca, pedacinhos de pimenta vermelha (que ainda ajudam a ativar o metabolismo), cogumelos fatiados… Fica delicioso e é um acompanhamento perfeito para o arroz e feijão do dia a dia ou mesmo um simples grelhado.

Batatas e raízes como batata-doce, mandioquinha e inhame também ficam uma delícia gratinados. Vale fatiar finamente essas hortaliças e montá-las em camadas numa assadeira, cobrindo tudo com creme de leite fresco ou molho branco e finalizando com queijo para formar a crosta.

Outra cobertura que fica muito gostosa é aquela feita com pão amanhecido, tostado no forno e processado para virar uma farofinha. Doure essa farofa com manteiga, finalize com salsinha e use-a para cobrir os gratinados. Fica bem crocante e combina muito com legumes, em particular verduras como couve-flor ou até pedaços grandes de repolho. Se quiser trazer uma acidez aos legumes gratinados, pode temperar também com um pouco de vinho branco.

Uma forma bacana de gratinar legumes é cortar abobrinhas, cenouras e berinjelas no sentido do comprimento, bem fininhas, e montá-las em camadas na assadeira, como se fosse uma lasanha. Dá para alternar camadas de molho branco e de tomate, ou molho bolonhesa, e finalizar com bastante queijo ralado.

Carnes com molhos

No caso das carnes, seja bovina, suína, de frango ou de peixe, o interessante é cortá-las em tirinhas, temperá-las muito bem e refogá-las com alho, cebola e azeite antes de envolvê-las com molho e levá-las ao forno. No caso das carnes, além do molho branco, pode-se usar também o de tomate, de preferência tomate fresco temperado com ervas com manjericão e tomilho.

Esse é um prato muito rico e substancioso, com uma boa dose de proteínas, além dos compostos bioativos do tomate, como o licopeno, que ajuda a proteger o organismo até contra o câncer. Se quiser, enriqueça o preparo com legumes, como batatas, cenoura, vagens, abobrinhas em cubos grandes e o que mais quiser. Se servir com um arroz branco ou uma farofa, já vira um prato completo.

Aves e peixes funcionam bem com molhos brancos e legumes, principalmente ervilhas e cenoura. As aves vão melhor com queijos, enquanto os peixes ficam ótimos gratinados com a farofinha de pão que ensinei mais acima. As carnes suínas e bovinas ficam excelentes com molhos de tomate ou mesmo com uma mistura de molho branco e tomate.

No caso da carne de porco, vale apostar em molhos agridoces também, como o barbecue. Costelinhas cozidas por 1h 30 min em água com sal e cebolas em pedaços grandes ficam ótimas gratinadas com barbecue. Preparadas dessa forma, são uma delícia para servir com purê de batata ou de mandioquinha, prato completo e bem quentinho.

Massas e nhoques

Por fim, não dá para falar em gratinados sem mencionar as massas. De lasanhas a canelone, ou mesmo um espaguete, as massas ficam perfeitas finalizadas ao forno com bastante molho. A clássica lasanha é um prato que cai muito bem no inverno, com camadas de massa, precozidas, alternadas com molho bolonhesa e branco, mais fatias de queijo muçarela, finalizadas com molho de tomate e cobertas com parmesão.

Outro prato que fica ótimo no forno, e não é tão comum por aqui, é o mac'n'cheese, uma mistura de massa curta, precozida, imersa em molho branco com bastante queijo. Fica bem cremoso e você pode variar nos tipos de queijo, usando muçarela, gruyère, cheddar, ou até mesmo requeijão tipo catupiri, que é perfeito para pratos gratinados.

Gosto também de preparar massas grandes, como aquelas em formato de concha (conchiglione) ou tubo. Dá para rechear essas massas, depois de cozê-las em água com sal, com recheios variados, de carne moída com legumes a ricota temperada com ervas, azeite, alho… Depois, é só acomodá-las numa assadeira grande, com molho por baixo e por cima, e finalizar com queijo ralado ou farofinha crocante de pão com ervas (e nozes moídas, se quiser mais crocância).

Nhoques de batata, batata-doce e até abóbora ficam ainda mais gostosos gratinados. Dependendo do tipo, nem precisa exagerar no molho, basta acrescentar bolinhas de manteiga temperada, um pouquinho de creme de leite e a cobertura de queijos. Fica ótimo com gruyère, que derrete bem e dá uma textura ótima.

Dica final: pratos gratinados ficam mais saborosos se consumidos logo depois de saírem do forno, enquanto está tudo fumegante. Depois, tendem a ficar mais duros e secos. Na hora de reaquecer, se quiser, adicione um pouquinho de água e mantenha em forno baixo, para que os pratos voltem a ganhar vida e sabor. Como têm molhos, também congelam bem.

Você gosta de pratos gratinados? O que prefere preparar dessa forma? Conte para mim! Estou no Instagram, me adicione por lá.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a Autora

Luciana Mastrorosa é apaixonada por escrever, cozinhar e comer. Jornalista especializada em gastronomia e pesquisadora da área de alimentação, passou pelos principais veículos do país. Formada no Le Cordon Bleu Paris e Université de Reims Champagne-Ardenne, atualmente cursa o Mestrado em Nutrição Humana Aplicada, na Universidade de São Paulo. É autora do livro Pingado e Pão na Chapa - Histórias e Receitas de Café da Manhã (editora Memória Visual) e do e-book "Natal Feliz - 30 Receitas Incríveis para a Sua Ceia".

Sobre o Blog

Menu do Dia é o blog de culinária, receitas, gastronomia e nutrição, da jornalista e pesquisadora Luciana Mastrorosa. Aqui, você vai encontrar notícias, reflexões, receitas, degustações e muito mais sobre uma das melhores coisas da vida: comer.