menu
Topo
Blog Menu do Dia

Blog Menu do Dia

Categorias

Histórico

5 dicas para levar uma vida mais sustentável e com menos lixo

Luciana Mastrorosa

18/08/2018 08h00

Objetos reutilizáveis para o dia a dia (foto: Felipe Machado/ divulgação)

Você já parou para pensar na quantidade de lixo que junta na sua casa ao final de uma semana? Fiz essa experiência e, mesmo levando uma vida de poucos luxos, me dei conta que uma família de dois adultos e uma criança pode produzir uma pequena montanha de lixo. Além dos resíduos orgânicos, como cascas de frutas e restos de comida, a quantidade de plástico, papel e alumínio é espantosa. Nessa realidade, o mínimo que podemos fazer é separar o lixo e encaminhar o que for possível para a coleta seletiva. Mas, fiquei pensando se podemos fazer algo mais para diminuir essa quantidade e levar uma vida mais sustentável.

Conversei com a designer Cristal Muniz, do site Um Ano Sem Lixo, sobre o assunto. Há alguns anos, Cristal assumiu para si mesma o compromisso de parar de produzir lixo, ou chegar ao mínimo possível. Sua meta inicial era conseguir esse objetivo até 2015, mas a iniciativa rendeu muito mais do que isso. A partir de sua mudança de atitude, criou o site para compartilhar suas experiências e, agora, lança também o livro "Uma Vida sem Lixo – Guia Para Reduzir o Desperdício na Sua Casa e Simplificar a Vida" (editora Alaúde, R$ 33,40), em que divide sua experiência e dá dicas variadas para quem deseja gerar o mínimo possível de resíduos. Cristal diz que sempre se preocupou e se incomodou com lixo e meio ambiente. Para criar o site e mudar seu estilo de vida, inspirou-se em Lauren Singer, do blog Trash is For Tossers. "Primeiro, porque ela não faz o estereótipo de natureba hippie. Depois, porque eu me incomodava com o impacto que eu causava no mundo, mas não sabia como diminuir ou melhorá-lo de um jeito prático. Vi ali uma oportunidade para isso", diz ela.

Por isso, convidei Cristal a dividir com o Menu do Dia algumas dicas importantes para começar a mudar a sua rotina e entrar nessa também:

1. Pare de usar descartáveis

Da minha experiência de observar a geração de lixo na minha família, percebi que o que mais acumula, em termos de recicláveis, são os plásticos. A primeira dica de Cristal se refere justamente a esse ponto. Por isso, o primeiro passo é abrir mão dos descartáveis, como copos plásticos, guardanapos de papel, canudos. Na rua, o desafio é maior, pois é fácil aderir aos descartáveis quando vamos a uma lanchonete ou comemos algo fora. Para isso, a sugestão de Cristal é montar seu próprio kit "lixo zero" com copo, guardanapo de pano, talheres e canudo reutilizável. Se você trabalha em escritório, fica fácil deixar um kit desses na gaveta e aderir a canecas e xícaras que possam ser utilizadas infinitamente, como as de vidro ou cerâmica. Para levar na bolsa, uma solução é levar talheres de metal, bambu ou mesmo os de plástico mais firme e resistente, que duram muito mais e não quebram. A dica vale também para os dias de festa: é melhor alugar louças e talheres reutilizáveis a gerar uma montanha de copinhos, colheres, garfos, pratinhos de plástico que vão parar no lixo depois.

Em termos de cozinha, dou aqui o meu pitaco: diminua o uso de filme plástico e papel-alumínio. Aposte em recipientes de vidro, com tampa, para guardar comida pronta ou ingredientes como queijos e frios e, na hora de cozinhar, use panelas com tampa que possam ir ao forno. Isso já ajuda bastante a economizar e ter uma atitude mais sustentável.

2. Faça compras a granel

Essa dica a gente sempre dá por aqui, mas por outro motivo: comprar a granel, em geral, é bem mais barato. Porém, para que a atitude seja, além de econômica, também consciente, a sugestão de Cristal é levar sempre saquinhos de pano e potes de vidro na hora das compras. Assim, você dispensa os sacos plásticos normalmente usados na hora de pesar os produtos.

3. Pare de comprar água engarrafada

"Carregue sempre sua garrafinha de inox ou de vidro com água", diz Cristal. A iniciativa é duplamente benéfica: além de você não gastar dinheiro na rua, terá sempre consigo uma garrafa reutilizável, para a vida toda. Eu costumo levar uma garrafinha térmica com chá ou café, quando saio cedo, e outra com água, que você pode recarregar onde estiver. O melhor é usar um recipiente próprio para cada bebida, pois algumas deixam gosto (como o café). O mesmo vale para sucos e chás: se levar de casa, em garrafas reutilizáveis, evitará comprar sucos de caixinhas, garrafas e latas de refrigerante e, assim, evitará que mais embalagens descartáveis sigam direto para o lixo. Essas atitudes ajudam sua saúde e também o mundo!

Cristal Muniz, autora do site "Um ano sem lixo" (foto: Felipe Machado/ divulgação)

4. Tenha sua própria composteira

Em relação à alimentação, uma das formas apontadas por Cristal para evitar a produção de lixo é ter uma composteira. "O lixo orgânico é aquele que deveria ser compostado, ou seja, transformado em adubo por um sistema de 'reciclagem' também", afirma ela. "O problema é que, hoje, no Brasil, esse lixo vai direto pro aterro sanitário, que não é o local adequado para ele". Como explica Cristal, no aterro sanitário a decomposição dos resíduos orgânicos é inadequada, porque acontece em um ambiente anaeróbico, através de bactérias que causam mau cheiro, atraem animais, produz gás metano (superpoluente para camada de ozônio) e ainda ocupa uma área gigantesca que acaba "morrendo" depois de um tempo de utilização, gerando danos para o ambiente. Uma forma de minimizar isso é ter sua própria composteira – o site do Instituto Akatu (organização não governamental que trabalha pela conscientização e mobilização da sociedade para o consumo consciente) tem um passo a passo para colocar a ideia em prática na sua casa.

5. Consuma menos, evite o desperdício e reutilize o que puder

Para Cristal, trazer mais sustentabilidade para a vida é um exercício diário de consumir menos e evitar o desperdício em todas as esferas: comida, roupas, água, luz, energia, móveis, sapatos, eletrônicos. "Roupas de segunda mão são mais baratas, comprar só o que você come é mais barato e desperdiça menos, aproveitar tudo até a hora de realmente precisar trocar é mais econômico. Enfim, é uma troca de 'chave de pensamento'". Assim, procure usar ao máximo o que você já tem e reutilizar o que for possível. Gosto de usar vidros de conservas, grandes e pequenos, para armazenar grãos, especiarias, sal e outros ingredientes. O vidro é um material ótimo para isso, basta higienizar e secar bem antes de armazenar os produtos. Se bem cuidados, duram a vida toda. Neste link, Cristal dá mais dicas sobre trocas possíveis para limpar a casa, lavar roupa, limpar a cozinha com materiais sustentáveis e caseiros, como vinagre e bicarbonato de sódio.

E você, como faz para ter atitudes mais sustentáveis e conscientes no dia a dia? Você costuma reciclar o lixo ou tem uma composteira em casa? Conte para mim! Estou no Facebook e também no Instagram.

Sobre a Autora

Luciana Mastrorosa é apaixonada por escrever, cozinhar e comer. Jornalista especializada em gastronomia e pesquisadora da área de alimentação, passou pelos principais veículos do país. Formada no Le Cordon Bleu Paris e Université de Reims Champagne-Ardenne, atualmente cursa o Mestrado em Nutrição Humana Aplicada, na Universidade de São Paulo. É autora do livro Pingado e Pão na Chapa - Histórias e Receitas de Café da Manhã (editora Memória Visual) e do e-book "Natal Feliz - 30 Receitas Incríveis para a Sua Ceia".

Sobre o Blog

Menu do Dia é o blog de culinária, receitas, gastronomia e nutrição, da jornalista e pesquisadora Luciana Mastrorosa. Aqui, você vai encontrar notícias, reflexões, receitas, degustações e muito mais sobre uma das melhores coisas da vida: comer.