menu
Topo
Blog Menu do Dia

Blog Menu do Dia

Categorias

Histórico

Alho e cebola ajudam a imunidade, combatem o câncer e regulam a glicemia

Luciana Mastrorosa

03/11/2018 08h00

Crédito: iStock

O alho e a cebola fazem parte da dieta cotidiana não só no Brasil, como no mundo. O que pouca gente sabe é que, além de serem a base mais comum dos temperos da maioria dos pratos, eles também contribuem para a manutenção da saúde.

Essa dupla dinâmica possui mais de 30 substâncias chamadas de organossulfurados, ou seja, que possuem enxofre, o que traz o odor característico típico desses temperos, e também representam o poder antioxidante desses alimentos. Com isso, eles contribuem imensamente para a saúde cardiovascular, ajudando a evitar tromboses, melhorar a circulação e atuar até na prevenção da asma.

Além disso, o alho possui uma substância chamada alicina, um princípio ativo que possui intensa atividade antimicrobiana, agindo contra inflamações, alergias e até contra o câncer. Um estudo publicado pelo Instituto do Câncer nos Estados Unidos apontou que homens que consomem alho e cebola diariamente têm risco menor de desenvolver câncer de próstata.

O consumo regular de alho como tempero e alimento tem outra função importante: inibe as nitrosaminas, que são derivados de nitritos e nitratos, ajudando a reduzir a incidência de câncer de estômago e de intestino. Ele ainda reduz os níveis de colesterol LDL (considerado "mau") e ajuda no controle da pressão arterial, fundamental para quem tem pressão alta.

Reforço na imunidade

Lembra daquela receita antiga de chá de alho e cebola que sua avó fazia para você tomar quando estava gripado? Pois esse "remédio" caseiro tem fundamento: tanto o alho quanto a cebola ajudam a reforçar a imunidade e a combater os sintomas da gripe e do resfriado.

Outra vantagem dessa dupla deliciosa é para os diabéticos: ambos auxiliam a reduzir as taxas de açúcar no sangue, contribuindo para a regulação da glicemia. A cebola contribui com a inulina, um tipo de carboidrato complexo que tem propriedades semelhantes às das fibras solúveis. Ela ajuda a diminuir as gorduras circulantes no sangue e é um dos fatores que ajudam a controlar o diabetes.

Crédito: iStock

Consumo diário e usos na cozinha

Por todas essas vantagens (além do sabor), o alho e a cebola podem e devem ser consumidos diariamente. Por causa da presença dos organossulfurados, o sabor cru desses alimentos é bem forte, o que não agrada algumas pessoas. Porém, mesmo cozidos ou usados em refogados eles ainda contribuem com esses benefícios.

Há poucas variedades de alho e de cebola disponíveis, sendo mais comuns variações no tamanho e na cor. A cebola roxa tem um sabor ligeiramente mais suave que a amarela e fica excelente para fazer assada com legumes, pois mantém um pouco de sua coloração bonita. O alho varia de cor nas cascas, podendo ser roxo ou branco, mas com o miolo sempre da cor creme bem claro. As cebolas em miniatura são ótimas para fazer conservas ou para usar inteiras, descascadas, em pratos com carnes e aves, principalmente os ensopados com vinho.

Se você aprecia o sabor da cebola e do alho crus, use-os para finalizar os pratos. A cebola pode ser fatiada finamente e adicionada à salada, como vemos em muitos lugares. Uma forma de diminuir um pouco sua picância é deixá-la um tempinho de molho em água fria e escorrê-la bem antes de adicionar aos pratos. O alho fica muito saboroso se esfregado ligeiramente em fatias de pão tostado, para servir junto com a refeição. Outra forma de usá-lo cru é adicioná-lo picado bem miúdo no molho da salada, como o vinagrete tradicional com vinagre ou suco de limão, azeite, sal e pimenta-do-reino.

A forma mais comum de uso de ambos os vegetais é como refogado: picados finamente, devem ser dourados em gordura quente (azeite, óleo vegetal, banha, manteiga ou qualquer uma de sua preferência), em fogo baixo, sem deixar queimar. Essa base entra em praticamente tudo: dos clássicos arroz e feijão até ensopados, sopas, carnes e aves refogadas, curries, cozidos de legumes e grãos, etc.

O alho e a cebola também ficam saborosos assados. Você pode preparar legumes ao forno e adicionar alguns dentes de alho inteiros para perfumar e também comer – depois de assado, o alho adquire uma textura cremosa muito boa para saborear junto com os legumes ou até com pão. Pode-se assar uma cabeça inteira, cortando-se apenas uma "tampa", mas mantendo os dentes unidos. Tempere com azeite, ervas como alecrim e orégano, uma pitada de sal e mantenha em forno baixo, embrulhado em papel alumínio, até ficar cremoso. Use o alho assado para comer como aperitivo ou como base para temperar outros pratos – fica uma delícia no purê de batatas.

A cebola também entra como ingrediente em assados de carnes e legumes, ou mesmo assadas sozinhas, sem casca, com um pouco de azeite, sal, pimenta e ervas. Fica dourada e crocante, uma delícia. Outra forma de apreciar seu sabor característico, junto com o alho, é usá-la em marinadas de aves, carnes e pescados, para temperar e contribuir com as propriedades antimicrobianas, junto com ervas frescas e secas, especiarias e bebidas, como vinho branco ou tinto ou mesmo a cerveja.

Além disso, pode-se fazer um tempero poderoso para usar durante a semana. Bata dentes de alho e cebolas cruas no liquidificador ou processador junto com sal marinho, um pouco de azeite ou óleo, ervas secas e pimenta-do-reino. Reserve em vidros bem fechados, na geladeira, e vá usando aos poucos como a base do seu refogado. É natural, ótimo e faz superbem para a saúde, além de ajudar a economizar tempo na cozinha.

Você gosta de alho e cebola? Costuma usá-los no dia a dia? Conte para mim! Estou no Facebook e também no Instagram.

Sobre a Autora

Luciana Mastrorosa é apaixonada por escrever, cozinhar e comer. Jornalista especializada em gastronomia e pesquisadora da área de alimentação, passou pelos principais veículos do país. Formada no Le Cordon Bleu Paris e Université de Reims Champagne-Ardenne, atualmente cursa o Mestrado em Nutrição Humana Aplicada, na Universidade de São Paulo. É autora do livro Pingado e Pão na Chapa - Histórias e Receitas de Café da Manhã (editora Memória Visual) e do e-book "Natal Feliz - 30 Receitas Incríveis para a Sua Ceia".

Sobre o Blog

Menu do Dia é o blog de culinária, receitas, gastronomia e nutrição, da jornalista e pesquisadora Luciana Mastrorosa. Aqui, você vai encontrar notícias, reflexões, receitas, degustações e muito mais sobre uma das melhores coisas da vida: comer.