Topo
Blog Menu do Dia

Blog Menu do Dia

Categorias

Histórico

Está com calor? Aposte nestes cinco alimentos para refrescar

Luciana Mastrorosa

20/12/2018 04h00

O verão começa oficialmente nesta sexta, mas o calor já chegou bem antes. Difícil pensar em comidas quentes para aplacar as altas temperaturas, apesar das ceias e festas de fim de ano que estão chegando. Por isso, se quiser dar uma abrandada no calorão, aposte em alimentos que fazem a temperatura baixar e dão uma sensação refrescante.

É claro que o melhor a fazer é sempre manter-se muito bem hidratado, apostando na água pura e simples ou aromatizada com fatias de frutas, ervas frescas e bastante gelo. Outra ótima opção é a água de coco, rica em sais minerais, que ajudam a repor as perdas causadas pelo suor.

Pensando em como enfrentar esta época do ano com mais frescor, selecionei alguns alimentos que ajudam a reduzir o calor e ainda contribuem com diversos benefícios à saúde. Vamos lá:

Abacaxi, digestivo e diurético

O abacaxi é uma fruta tropical rica em água e bromelina, uma enzima que ajuda a digestão. O alimento é o complemento ideal para finalizar uma refeição mais pesada, pois contribui imensamente para deixar longe aquela sensação de peso na barriga. Além de conter um alto teor de água, o abacaxi ainda contribui com fibras, ótimas para o bom funcionamento do intestino e fornece minerais como cálcio, magnésio, uma boa dose de vitamina C e bastante potássio.

Quer ainda mais benefícios? A fruta é uma aliada poderosa para hidratar e a desinchar. O ideal é saboreá-la in natura, bem madura, pois quando está ainda meio verde, pode ser desagradavelmente ácida no paladar. Sirva pura, em cubos, bem gelada, ou polvilhada com raspinhas de limão e folhas frescas de hortelã. Também é ótima para fazer sucos, raspadinhas e sorvetes. Se usar um abacaxi orgânico, separe as cascas para fazer infusão. Basta ferver as cascas com água por alguns minutos, coar, esfriar e servir, adoçado ou não, com bastante gelo. É perfumado e atua como diurético, ajudando a evitar o inchaço também, tão comum nesta época do ano.

Limão refrescante e antioxidante

O limão, em suas diversas variedades, é uma fruta multiuso, que deve fazer parte da nossa alimentação cotidiana. É pobre em calorias e fornece muitos minerais, como cálcio, magnésio, fósforo e bastante potássio, ótimo para quem tem hipertensão. Além de ser rico em vitamina C, um antioxidante de primeira linha, que ajuda a combater o envelhecimento e manter a pele, as mucosas e o sistema imunológico em dia, o limão também possui propriedades que o tornam anticancerígeno e antibacteriano. Os compostos fenólicos e antioxidantes naturais presentes nele são aliados da prevenção e controle de doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes, hipertensão e problemas cardiovasculares.

Apenas espremer o sumo de um limão fresco num copo de água bem gelada já ajuda a aplacar a sede e o calor, e é uma opção rica e interessante para quem gosta de consumir alguma bebida durante as refeições (só não vale exagerar, pois o excesso de líquido atrapalha a digestão). Até a casca pode ser aproveitada: é rica em óleos essenciais. Basta lavar e higienizar bem a fruta e raspar a casca com um ralador apropriado, sem atingir a parte branca, que é amarga. Adicione essas raspinhas para trazer perfume e sabor a doces, molhos, bolos, frutas frescas em fatias (como o abacaxi e a melancia).

Hortelã, perfume e frescor

A hortelã é uma das mais versáteis e refrescante  ervas que existem. A  erva oferece vitaminas como A e C, minerais como cálcio, ferro, magnésio e potássio e ainda é rica em compostos fenólicos, que atuam como antioxidantes, ajudando a manter o organismo saudável. Dá para usá-la em em diversas ocasiões: desdea finalização de pratos salgados e sobremesas até sucos e molhos. Além do sabor refrescante, que deixa o hálito melhor em questão de segundos, a hortelã também combate a má digestão, ajuda a diminuir cólicas (sejam elas intestinais ou menstruais), náuseas e incômodos causados por gases. Por isso, é perfeita para entrar como guarnição para os pratos pesadod das ceias de Natal e Ano Novo, como folhas salpicadas sobre os pratos ou em versão de molho, batido com azeite, limão, sal, um dentinho de alho, pimenta-do-reino e outros temperos que desejar.

Os ramos inteiros, bem frescos, também podem entrar na composição de águas saborizadas, junto com rodelas de frutas cítricas e pedaços de outras frutas, como melão e manga ou uvas inteiras. Além disso, rende uma deliciosa infusão, que pode ser resfriada e servida gelada, adoçada ou não, para tomar de golada quando as temperaturas aumentam.

Pepino, pura água

Da família das cucurbitáceas, a mesma da abobrinha, o pepino é o rei das saladas refrescantes. É rico em potássio e magnésio, o que faz desse legume um ótimo aliado para quem pratica atividade física, ajudando a evitar as câimbras. Sua casca ainda concentra uma grande quantidade de fibras, que ajudam na eliminação dos resíduos do organismo.

Embora seja um vegetal que fica gostoso quando consumido aquecido (no forno, por exemplo), seu uso mais comumé em pratos frescos como saladas ou como ingrediente de sucos que combinam frutas e legumes. Pobre em calorias, pode ser consumido em quantidades generosas por quem está em dietas de restrição calórica, pois é rico em água e ajuda a manter a sensação de saciedade.

Existem algumas variedades de pepino por aqui, como o japonês, mais fino e alongado, de casca verde escura; o caipira, mais gordinho e com a casca verde clara, com listras esbranquiçadas; e o aodai, de casca lisa verde escura. Todos cumprem a mesma função, mas, em termos de sabor, o pepino japonês costuma agradar mais pessoas. Fica ótimo combinado a outros vegetais, principalmente tomate, azeitonas e ervas frescas picadas, com manjericão, hortelã e salsinha. Se você é dos adeptos dos sucos matinais, use o pepino para trazer mais frescor e fibras, além de hidratar e eliminar o inchaço.

Tomate, rico em licopeno

Um dos alimentos mais triviais da mesa do brasileiro, o tomate é excelente para consumo no alto verão. Além de ser fonte de fibras, vitaminas e minerais (e poder ser usado em diversos pratos, quentes ou frios), é uma fonte de licopeno, um composto bioativo que possui substâncias antioxidantes que inibem os radicais livres, com ação anticancerígena, e de potássio, ajudando a combater a hipertensão e o inchaço.

Para aplacar o calor, use o tomate fresco em saladas e acompanhamentos e potencialize seus benefícios acrescentando azeite de oliva extravirgem, um óleo excelente para a saúde, e também ervas frescas, como manjericão, orégano e hortelã. Por ter um sabor ácido, o alimento combina particularmente bem com os queijos em geral, sejam as mozzarellas bem frescas, sejam os queijos mais curados ou cremosos.

O tomate é uma fruta e, como tal, também pode ser usado em sobremesas, principalmente as variedades miúdas, como a sweet grape, que é bem adocicada. Vale lembrar que o tomate costuma ser bastante pulverizado com agrotóxicos, então, sempre que puder, prefira as versões orgânicas.

Quais alimentos são seus favoritos no verão? Conte para mim! Estou no Facebook e também no Instagram.

Sobre a Autora

Luciana Mastrorosa é apaixonada por escrever, cozinhar e comer. Jornalista especializada em gastronomia e pesquisadora da área de alimentação, passou pelos principais veículos do país. Formada no Le Cordon Bleu Paris e Université de Reims Champagne-Ardenne, atualmente cursa o Mestrado em Nutrição Humana Aplicada, na Universidade de São Paulo. É autora do livro Pingado e Pão na Chapa - Histórias e Receitas de Café da Manhã (editora Memória Visual) e do e-book "Natal Feliz - 30 Receitas Incríveis para a Sua Ceia".

Sobre o Blog

Menu do Dia é o blog de culinária, receitas, gastronomia e nutrição, da jornalista e pesquisadora Luciana Mastrorosa. Aqui, você vai encontrar notícias, reflexões, receitas, degustações e muito mais sobre uma das melhores coisas da vida: comer.