Topo
Blog Menu do Dia

Blog Menu do Dia

Categorias

Histórico

Aproveite a época da beterraba: é rica em fibras e controla a pressão

Luciana Mastrorosa

31/01/2019 04h00

Crédito: iStock

De janeiro a março, a beterraba está na época. É o momento ideal para consumir esse vegetal comum no dia a dia, pois os preços estão menores e o sabor também está no auge. De cor roxa puxando para o vermelho, a beterraba é um vegetal fácil de gostar, principalmente por causa de seu sabor adocicado. Além de aproveitar o legume, em si, também dá para consumir as folhas, que são mais amargas, porém muito saborosas e ricas em nutrientes e fibras. No Brasil, a variedade mais comum de beterraba é a roxa. Mas existem também as beterrabas amarelas e brancas. Em outros países, usa-se um tipo específico de beterraba para extrair açúcar, mas esse é menos comum por aqui.

A beterraba contém uma série de vitaminas e minerais, além de ser pouco calórica (cozida, tem cerca de 32 calorias em 100 gramas). Fornece cálcio e fósforo, que são bons para a manutenção dos ossos e dentes, magnésio, que mantém a saúde de nervos e músculos, além de potássio, um mineral importante para hipertensos e praticantes de atividades físicas. Também contém vitaminas A, excelente para olhos e pele, e C, que previne o envelhecimento e auxilia o sistema imunológico.

Estudos mostram ainda um outro benefício excelente da beterraba: o consumo regular de sucos ou sopas elaborados com essa hortaliça agem na prevenção da hipertensão e também auxiliam a manter a pressão sob controle para quem já tem essa doença crônica. Outra vantagem é para os atletas e praticantes de atividades físicas: o suco da beterraba, consumido antes do exercício, pode melhorar o desempenho do indivíduo (além de ser uma delícia, principalmente se combinado com suco de laranja, feito na hora).

A beterraba também provoca um ligeiro efeito laxante, pois é rica em fibras, que facilitam o trânsito intestinal e contribuem para a saúde do sistema digestório (e ainda ajudam a reduzir os níveis de colesterol). Sua cor bastante pigmentada é fonte de betanina, considerado um potente antioxidante, com ação anticâncer (principalmente de pele e de fígado) e também atividades antimicrobianas e antivirais.

Na cozinha: como usar

Com tantos benefícios, e sendo um vegetal de baixo custo, o consumo de beterraba é bastante recomendado. Em termos culinários, é um legume que pode ser preparado de mil maneiras diferentes, seja simplesmente cozido na água ou no vapor, até grelhado, assado, em conservas naturais ou mesmo no preparo de bolos e pães, contribuindo não só com sabor, mas também com cor. Hoje em dia, há diversas opções de corantes naturais à base de beterraba, o que também é útil para preparar guloseimas caseiras para as crianças.

A beterraba pode demorar um pouco para cozinhar, pois é bem dura. Gosto de deixá-la mais crocante, evitando o cozimento longo, até para preservar o sabor e mais nutrientes. Se usar no bolo, pode triturar no mixer ou ralar. Quando tenho beterrabas pequenas e novas, lavo-as bem com uma escovinha e asso embrulhadas em papel-alumínio, com apenas uma pitada de sal, com casca e tudo. Depois, é só remover as cascas, se quiser, e temperar a seu gosto.

Outra forma saborosa de preparar a beterraba é como sopa, que pode ser servida quente ou fria. Da culinária russa vem o borscht, um caldo preparado com essa hortaliça e servido com creme azedo. A base é simples: basta refogar a beterraba, cortada em pedaços miúdos ou ralada, com manteiga, azeite ou outra gordura, mais alho, cebola, cenoura e salsão picadinhos, cobrir tudo com água (ou caldo de carnes, frango ou vegetais, se quiser dar mais sabor) e cozinhar até a beterraba ficar macia. Feito isso, acerte os temperos, como sal e pimenta-do-reino, e adicione algumas gotas de limão, para trazer um pouco de acidez e equilibrar os sabores, pois a beterraba é bem doce. Bata tudo no liquidificador até obter um creme e corrija com mais água ou caldo, se quiser uma sopa mais rala. Sirva com um pouco de iogurte natural integral ou creme de leite fresco batido com suco de limão e temperado com sal e pimenta, uma versão simples de creme azedo. Vale lembrar que essa sopa é tradicional e pode ser feita de muitas formas diferentes, essa receita que sugiro aqui é apenas uma delas, mais fácil de fazer em casa. Se quiser, complete o prato com pedacinhos de pão crocante e ervas frescas picadas, como dill (endro) e salsinha.

A beterraba também pode ser consumida crua, ralada, misturada a outros legumes e folhas na salada. Temperada com azeite, suco de limão, sal e pimenta, fica uma delícia! E suas folhas, bem higienizadas e limpas, podem se refogadas com alho, cebola e azeite, como se fossem espinafre. Ficam crocantes e amarguinhas e acompanham bem as carnes e aves.

E você, gosta de beterraba? Costuma consumir essa hortaliça no dia a dia? Conte para mim! Estou no Facebook e também no Instagram.

Sobre a Autora

Luciana Mastrorosa é apaixonada por escrever, cozinhar e comer. Jornalista especializada em gastronomia e pesquisadora da área de alimentação, passou pelos principais veículos do país. Formada no Le Cordon Bleu Paris e Université de Reims Champagne-Ardenne, atualmente cursa o Mestrado em Nutrição Humana Aplicada, na Universidade de São Paulo. É autora do livro Pingado e Pão na Chapa - Histórias e Receitas de Café da Manhã (editora Memória Visual) e do e-book "Natal Feliz - 30 Receitas Incríveis para a Sua Ceia".

Sobre o Blog

Menu do Dia é o blog de culinária, receitas, gastronomia e nutrição, da jornalista e pesquisadora Luciana Mastrorosa. Aqui, você vai encontrar notícias, reflexões, receitas, degustações e muito mais sobre uma das melhores coisas da vida: comer.