Topo
Blog Menu do Dia

Blog Menu do Dia

Categorias

Histórico

Aproveite o manjericão, tempero é rico em antioxidantes e cálcio

Luciana Mastrorosa

17/10/2019 04h00

Crédito: iStock

O manjericão é um dos temperos mais lembrados quando se trata de culinária italiana, ao lado do orégano. É o ingrediente ícone da pizza marguerita e também do molho pesto. Além de seu aroma marcante, essa erva também traz inúmeros benefícios para a saúde, principalmente em termos de antioxidantes, vitaminas e minerais. Além disso, é pouco calórico, por isso pode fazer parte da alimentação cotidiana de quem busca perder peso.

O manjericão possui diversas variedades, desde o chamado basílico ou basilicão, de folhas grandes, largas e lustrosas, até a alfavaca, mais comum no Brasil, de folhas menores e pontudas, ligeiramente ásperas ao tato. Além dessas, há também o manjericão roxo, de folhas mais escuras mas igualmente perfumadas. É uma erva da família das lamiáceas, que também encontra emprego na medicina popular, por suas propriedades antiespasmódicas e sedativas. Estudos comprovam que o manjericão também pode ter atividade antiviral, sendo eficaz principalmente em relação ao vírus da hepatite B e também ao do herpes.

Por conta dessas propriedades, o manjericão, além de ser uma erva amplamente empregada na culinária, também é considerada um alimento funcional. Em termos de alimentação, o manjericão é bastante utilizado para melhorar o sabor dos alimentos, por isso é empregado no caso de dietas hipossódicas, ou seja, com redução de sal, ou mesmo as hipolipídicas, com redução de gorduras. Isso ocorre porque seu aroma e sabor contribuem para uma menor necessidade de usar o sal ou a gordura como realçadores de sabor.

Na cozinha, o manjericão pode ser usado seco ou fresco – no entanto, o gosto e o perfume das folhas frescas é inigualável. Em termos de nutrientes, essa erva fornece um bom aporte de cálcio e de fósforo, fundamentais para a saúde dos ossos e dentes, além de uma boa dose de potássio, que ajuda a controlar a pressão arterial e beneficia os atletas ou aqueles que têm trabalhos que exigem muito esforço físico. Também é uma planta rica em carotenoides e que fornece uma boa dose de vitamina C – antioxidantes naturais, que ajudam a manter a saúde cardiovascular, atuam na prevenção do câncer e ainda auxiliam na imunidade e na manutenção de pele e olhos saudáveis. O manjericão possui função digestiva, ou seja, é uma boa ideia adicionar algumas folhas da erva fresca se o preparo for muito gorduroso ou rico em proteínas, como no caso de carnes assadas e churrasco.

Usos culinários do manjericão

O modo mais comum de usar o manjericão é como tempero. Por suas propriedades carminativas, ou seja, anti-gases, essa erva é bastante utilizada para temperar grãos, como feijão, grão-de-bico e lentilhas. É, ainda, o tempero clássico dos molhos de tomate: junto com o licopeno desse ingrediente, forma uma dupla imbatível no quesito antioxidantes.
Pode ser usado como produto principal, como no caso do molho pesto, que pode ser servido não apenas com massas, mas também como molho de salada, espalhado em fatias de pão como aperitivo ou para complementar pizzas de queijos, e também carnes grelhadas, peixe assado ou preparos com frango.

As folhas frescas do manjericão podem ser adicionadas a saladas mistas, seja de folhas ou de legumes e tubérculos ou raízes, como batata, mandioca ou mandioquinha. Para manter as folhas sempre verdes, adicione-as apenas no final do preparo – se juntá-las a pratos quentes, elas ficarão pretas rapidamente. No caso de molhos, pode adicionar ramos inteiros na metade do preparo, retirando-os no final, e acrescentando folhas frescas adicionais apenas na hora de servir. Outra ideia interessante é usar folhas frescas de manjericão para complementar o molho vinagrete do churrasco, chamado também de molho campanha – aquele feito com tomate e cebola. Isso garante perfume e sabor extras, além de ajudar na digestão.

O manjericão também pode ser usado no preparo de sobremesas. Dá para aproveitar seu sabor refrescante, ligeiramente parecido com o da hortelã, no preparo de sorvetes, sorbets e picolés, ou ainda para aromatizar mousses, cremes, pudins e panacotas (pudim feito de creme de leite e gelatina, típico da culinária italiana).

E, se você é adepto de sucos e vitaminas, experimente bater algumas folhas de manjericão junto com sua fruta favorita. Fica uma delícia com manga, maracujá, limão, tangerina, abacaxi… Com a garantia de mais aroma, sabor e nutrição.

Você gosta de manjericão? Prefere usar a erva fresca ou seca? Conte para mim! Estou no Instagram, me adicione por lá.

Sobre a Autora

Luciana Mastrorosa é apaixonada por escrever, cozinhar e comer. Jornalista especializada em gastronomia e pesquisadora da área de alimentação, passou pelos principais veículos do país. Formada no Le Cordon Bleu Paris e Université de Reims Champagne-Ardenne, atualmente cursa o Mestrado em Nutrição Humana Aplicada, na Universidade de São Paulo. É autora do livro Pingado e Pão na Chapa - Histórias e Receitas de Café da Manhã (editora Memória Visual) e do e-book "Natal Feliz - 30 Receitas Incríveis para a Sua Ceia".

Sobre o Blog

Menu do Dia é o blog de culinária, receitas, gastronomia e nutrição, da jornalista e pesquisadora Luciana Mastrorosa. Aqui, você vai encontrar notícias, reflexões, receitas, degustações e muito mais sobre uma das melhores coisas da vida: comer.

Blog Menu do Dia