Topo
Blog Menu do Dia

Blog Menu do Dia

Categorias

Histórico

Sopas frias são ótimas para consumir legumes no verão, veja como preparar

Luciana Mastrorosa

26/01/2019 08h00

Crédito: iStock

Difícil pensar em sopa com um calorão desses. A menos que você prepare uma sopa fria, cheia de legumes, ervas e outros ingredientes que ajudam a refrescar e nutrir o corpo nesta estação. A cozinha internacional é rica em preparos como esses. Da Espanha, os mais famosos são o gaspacho e o salmorejo, ambos com base de tomates. A vichyssoise, típica da culinária francesa, com batatas e alho-poró, também é uma excelente pedida. O que vale mesmo é abusar dos vegetais, especiarias e ervas frescas para agregar sabor e um pouco mais de nutrição e compostos benéficos para o organismo no dia a dia.

Como disse acima, o gaspacho e o salmorejo têm como base os tomates, mas também podem levar pimentões e pepinos. Para uma variação à brasileira, pode usar também o maxixe no lugar do pepino. O alho e o azeite de oliva também marcam presença e cada ingrediente contribui com nutrientes essenciais. Os tomates, por exemplo, são ricos em licopeno, um antioxidante poderoso com ação anti-câncer. Já os pepinos, além de serem muito refrescantes e conterem fibras, atuam ainda como diuréticos, ajudando a desinchar nesse calorão. O alho contém alicina, que tem propriedades antimicrobianas, ajudando a reforçar o sistema imunológico e a combater alergias, além de ter atividade anti-cancerígena. E o azeite de oliva é uma das melhores gorduras para o corpo, melhorando a saúde cardiovascular.

O pimentão, presença marcante nessas sopas, contribui com um sabor fresco e é fonte de vitaminas A, que auxilia a manter a saúde dos olhos e pele, e C, que atua como antioxidante, favorecendo o sistema imunológico e combatendo o envelhecimento.

Outra versão interessante de sopa fria é a de cenoura com gengibre. A cenoura é rica em carotenoides, que ajudam a deixar o bronzeado em dia e a proteger a pele. O gengibre, além de trazer muito frescor, é termogênico, ou seja, ajuda o organismo a queimar mais calorias. Também tem ação bactericida, auxilia a digestão e melhora os sistemas respiratório e cardiovascular.

Se a ideia é apostar na clássica vichyssoise, você pode ter todos os benefícios do alho-poró. Apesar do sabor mais delicado e fresco, esse vegetal também pertence à mesma família da cebola e do alho. Pouquíssimo calórico e rico em fibras, ajuda a manter a saciedade por mais tempo e ainda contribui para o melhor funcionamento do intestino. Por conter vitamina C e zinco, que atuam como antioxidantes, o alho-poró também ajuda a melhorar o metabolismo, combater infecções e reduzir os efeitos dos radicais livres no organismo. A batata, parceira do alho-poró nessa sopa fria, ajuda a trazer calorias, pois é rica em amido, dando mais "substância" ao prato. Também fornece vitaminas, como as do complexo B, que melhoram o metabolismo, e a C, antioxidante, além de minerais como potássio, ótimo para os hipertensos e praticantes de atividade física.

Como preparar

As sopas frias podem ser preparadas de duas formas: como uma sopa comum, exceto pelo fato de que deve ser deixada esfriar completamente antes de bater para transformá-la num creme; e com tudo batido junto, cru, no liquidificador. Para preparar a vichyssoise, use batatas e alho-poró em pedaços, mais cebola picadinha, como base. Refogue tudo na manteiga, cubra com água e cozinhe em fogo baixo até as batatas ficarem macias. Ajuste o sal e a pimenta-do-reino (que ajuda a absorver melhor outros ingredientes no organismo) e bata tudo no liquidificador ou com um mixer. Acrescente creme de leite fresco ou leite integral e bata novamente. Acerte os temperos. Deixe esfriar e sirva com azeite, ervas frescas picadas (salsa e cebolinha combinam muito bem) e pão torrado.

O gaspacho é mais simples ainda: basta bater no liquidificador tomates sem as sementes (pode tirar a casca, se quiser um resultado mais delicado), cubos de pepino descascado, pimentão em pedaços, um dente de alho, miolo de pão amanhecido (que trará consistência para a sopa), azeite de oliva, sal, pimenta e um tantinho de vinagre de boa qualidade. Bata tudo até virar um creme e ajuste a textura com um pouco de água, mas sem deixar aguado. Corrija o tempero e sirva com ervas frescas picadas, mais azeite extravirgem e pedacinhos de outros ingredientes com sabores marcantes, como presunto cru, bacon frito, ovos cozidos, etc.

O salmorejo é bem parecido com o gaspacho, mas em geral não leva pepino nem pimentão. A base é de tomates crus picados, sem sementes, mais pão amanhecido, um pouquinho de alho cru e bastante azeite de oliva. Como tempero, uma colher de vinagre é suficiente, pois os tomates já são bem ácidos. Sal e pimenta-do-reino moída na hora complementam. Só bater até virar um creme e ajustar com água (bem pouco) ou mais azeite até emulsionar. Pode servir também com presunto cru, ovinhos de codorna, salsa crespa ou lisa e o que mais desejar.

No caso da sopa de cenoura com gengibre, a cenoura também precisa ser refogada com manteiga ou azeite, alho e cebola e uma folha de louro, coberta com água até ficar macia. Depois, é só remover o louro e bater tudo no liquificador com um pouco de gengibre ralado. Sirva bem fria, com fatias de pão torrado e azeite de oliva. Como o sabor da cenoura é bem adocicado, gosto de acrescentar cogumelos salteados com manteiga, alho, shoyu e cebolinha.

Pode servir os cogumelos mornos sobre a sopa, para um contraste de temperaturas. Fica divino! E os cogumelos ainda trazem muitas proteínas para a sopa, que é naturalmente pobre em calorias, ótima para quem está fazendo dietas para baixar o peso.

Para trazer sabores diferentes e ainda mais antioxidantes, aposte em ervas frescas variadas para complementar. O dill (ou endro) tem um sabor característico, um pouco anisado e fresco, que combina com as sopas frias. O manjericão vai bem nas versões que levam tomates, mas também combina bem com a cenoura com gengibre. A salsa e a cebolinha combinam com tudo, e a hortelã deixa o gaspacho ainda mais refrescante.

Você gosta de sopas frias? Qual é a sua favorita? Conte para mim! Estou no Facebook e também no Instagram.

Sobre a Autora

Luciana Mastrorosa é apaixonada por escrever, cozinhar e comer. Jornalista especializada em gastronomia e pesquisadora da área de alimentação, passou pelos principais veículos do país. Formada no Le Cordon Bleu Paris e Université de Reims Champagne-Ardenne, atualmente cursa o Mestrado em Nutrição Humana Aplicada, na Universidade de São Paulo. É autora do livro Pingado e Pão na Chapa - Histórias e Receitas de Café da Manhã (editora Memória Visual) e do e-book "Natal Feliz - 30 Receitas Incríveis para a Sua Ceia".

Sobre o Blog

Menu do Dia é o blog de culinária, receitas, gastronomia e nutrição, da jornalista e pesquisadora Luciana Mastrorosa. Aqui, você vai encontrar notícias, reflexões, receitas, degustações e muito mais sobre uma das melhores coisas da vida: comer.