PUBLICIDADE

Topo

Sem monotonia alimentar: aprenda a variar o picadinho trocando ingredientes

Luciana Mastrorosa

18/07/2020 04h00

Crédito: iStock

Picadinho é um dos pratos de excelência nacional. Geralmente feito com filé-mignon, também pode ganhar outras versões, com legumes e carnes diferentes. Afinal, é importante variar as escolhas do dia a dia, privilegiando carnes, legumes e verduras, certo? Monotonia alimentar nem sempre é bom e, com tanta opção, vale a pena explorar versões diferentes desse prato tão amado pelo brasileiro.

O picadinho tradicional pode ser feito apenas com carne bovina, picada na ponta da faca, e envolvida em molho que pode levar tomates ou não. Servida com arroz, feijão e salada.

É uma delícia? Sim! Mas nada impede que você possa dar o seu toque pessoal e aproveitar a miríade de ingredientes que tem na geladeira.

Por exemplo, se a base é carne bovina picada, fonte de proteínas, você pode substituí-la por carne moída (coxão mole e patinho ficam excelentes e são cortes mais baratos), filé de frango em cubos ou, até mesmo, lombo de porco picado. Com isso, garante o aporte de proteínas e mantém o sabor com algumas similaridades.

Agora, no quesito legumes e verduras, aí sim dá para inovar bem! Muitas pessoas usam batatas e cenouras para compor o picadinho. E são opções ótimas, ricas em carboidratos, fibras e vitaminas.

Mas, que tal apostar em outros legumes, verduras e carnes?

Picadinho de frango

Uma mistura que adoro e que é fácil de preparar é picadinho de frango. Use o peito da ave, em cubos, sem pele. Com isso, você abre mão de parte da gordura e tem uma porção incrível de proteínas. Para complementar, use os legumes e verduras de época ou os que tiver à mão. É também barato, muito saboroso e rende bastante.

Picadinho de peito de frango combina com batatas, tomates, ervilha-torta ou vagem, salsão e erva-doce. Fica leve, é ótimo para acompanhar o arroz e feijão de todo dia e, ainda, acrescenta uma boa dose de vitaminas, minerais e fibras (o salsão, além de diurético, é excelente em fibras, ajuda muito o intestino a funcionar melhor).

Picadinho de lombo suíno

Outra opção versátil, pra quem ama carne suína, é o picadinho de carne de porco. Costumo usar o lombo, sem a capa de banha, para deixar o preparo mais leve, mas vai da sua escolha. Com cortes suínos, gosto de usar temperos como alecrim e zimbro e, ainda, verduras como repolho fatiado. O repolho acrescenta uma boa dose de compostos ricos em enxofre, que protegem os intestinos. Cominho e erva-doce também ficam deliciosos!

O repolho, seja o branco (ou verde-claro) ou o roxo são fontes de sulforafanos, dos fitoquímicos que também protegem o organismo contra o desenvolvimento de células cancerosas. E são fáceis de encontrar, baratos, duram bastante e rendem muito. Use sem moderação. Aproveite para acrescentar cenoura em cubos, ervilha-torta, vagem, quiabo, ou, ainda, grãos como feijões. Rende um prato completo e que, ainda você pode congelar.

Outros vegetais

Sim, a batata picada, num picadinho de carne moída ou com outras proteínas, é um clássico delicioso. Mas, por que não apostar em batata-doce, cará, inhame, mandioca e outras raízes?

Além disso, você pode acrescentar, ao final do preparo, verduras, como o repolho (que já citei antes), acelga, couve picadinha ou mesmo rúcula. Alface fica melhor na salada, mas verduras de folhas firmes ficam boas no picadinho.

Aproveite para adicionar tomate picado (rico em licopeno, que atua como antioxidante e protege contra o câncer, principalmente o câncer de próstata), mandioquinha, cenouras, ervas frescas como salsa, cebolinha e manjericão, e está pronto o banquete.

E abuse das ervas. Salsinha e cebolinha picadas são clássicas, mas nada impede que você use tomilho, manjericão, hortelã, manjerona… Sem medo de ousar!

Você gosta de picadinho? Como prepara essa receita? Conte para mim, estou no Instagram, me adicione por lá.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a Autora

Luciana Mastrorosa é apaixonada por escrever, cozinhar e comer. Jornalista especializada em gastronomia e pesquisadora da área de alimentação, passou pelos principais veículos do país. Formada no Le Cordon Bleu Paris e Université de Reims Champagne-Ardenne, atualmente cursa o Mestrado em Nutrição Humana Aplicada, na Universidade de São Paulo. É autora do livro Pingado e Pão na Chapa - Histórias e Receitas de Café da Manhã (editora Memória Visual) e do e-book "Natal Feliz - 30 Receitas Incríveis para a Sua Ceia".

Sobre o Blog

Menu do Dia é o blog de culinária, receitas, gastronomia e nutrição, da jornalista e pesquisadora Luciana Mastrorosa. Aqui, você vai encontrar notícias, reflexões, receitas, degustações e muito mais sobre uma das melhores coisas da vida: comer.